Rádio pausada

Siga a CAARO

469 Visualizações

Comissão de Mães Atípicas da CAARO participa de reunião com SEMED e mães de alunos da educação especial da rede pública

Na última terça-feira (22), a Comissão de Mães Atípicas da CAARO, representada pela presidente da comissão, Kenucy Neves de Lima, participou de reunião com a Secretaria Municipal de Educação e as mães de alunos de escolas públicas que fazem parte da educação especial.

O objetivo da reunião foi de relatar e buscar soluções sobre a situação que as mães de alunos que fazem parte da educação especial estão passando nas escolas públicas, como a falta de profissionais de apoio para estes alunos, como também diversas questões que envolvem o tema, incluindo queixas sobre avaliação que os profissionais da educação especial fazem para decidir se há ou não a necessidade de um profissional de apoio ao aluno, e em relação a capacitação dos profissionais envolvidos na educação inclusiva.

A professora Juliana Resende, Diretora do Departamento de Políticas Educacionais da SEMED, considerou as denúncias e informou que será necessária uma intervenção, principalmente, no sentido de promover a capacitação dos profissionais da educação envolvidos no processo de educação inclusiva.

A Gerente de Divisão de Educação Básica da Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho, Tamara Vasconcellos, informou que foram traçadas estratégias para este segundo semestre, que incluem o Curso dos Profissionais de Apoio e Cuidadores Escolar. Também foi informado que a SEMED está em processo de implantação de Salas de Recursos Multifuncionais nas escolas que ainda não possuem, a fim de proporcionar o atendimento escolar a todos os alunos da rede pública.

A Dra. Kenucy Neves de Lima, presidente da Comissão de Mães Atípicas da CAARO, está acompanhando de perto todas as denúncias, e as estratégias que a Semed informou, a fim de que o problema seja resolvido. “Sabemos da dificuldade que as mães dos alunos da educação passam, buscando não só por educação inclusiva, como também que seus filhos estarão em mãos de pessoas capacitadas, respeitando todas as suas necessidades, por isso a Comissão de Mães Atípicas acompanha de perto esta situação, buscando educação de qualidade e com responsabilidade para estas crianças”, finalizou.

Leia Também

Mapa do Site
CAARO